Votação

Qual é seu digiescolhido predileto de Digimon Adventure Zero Two?

26% 26% [ 10 ]
5% 5% [ 2 ]
3% 3% [ 1 ]
24% 24% [ 9 ]
3% 3% [ 1 ]
39% 39% [ 15 ]

Total dos votos : 38

Os membros mais ativos da semana
KaiserLeomon
 

Digimon4EverPT
Geração Digimon Digimon & Pokémon Mystery Universe Digimon4EverPT Digital ZonePowered by BannerFans.comTv Digimon

Digimon: Dados em chamas

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Seg 16 Dez 2013, 9:23 am


Nome da Fanfic: Digimon: Dados em chamas
Nome do Autor: Rodrigo217
Gênero Principal: Ação, Aventura
Em que foi foi baseada: Na série original
Recomendação Etária: 12+
Uma pequena Sinopse da História: O Mundo Digital quase sempre esta vivendo paz, porém, em seus momentos de guerra,humanos são recrutados para juntos de seus parceiros poderem defende-lo e protege-lo. Desta vez um perigo ainda mais desconhecido ameaça todos os Monstros Digitais. Vírus estão causando pânico enquanto se espalham por todas as cidades e circuitos de todo o mundo. Um grupo de escolhidos no Japão (local onde o portal que interliga ambos os mundos é maior e normalmente tem seu habitantes escolhidos como o recurso de ajuda principal) já fora designado para proteger o Mundo Digital. Porém, nem os mais sábios habitantes deste mundo poderiam ter imaginado a carta na manga de seu inimigo: O portal entre o Mundo Digital e o Japão fora cortado assim como todos os outros. Todos menos um portal secreto, guardado com o maior cuidado como portal de emergência para qualquer fato que ocorresse. Todos desacreditavam que um dia seria necessário utilizá-lo, porém, sua serventia parecia vir agora. Em último recurso, jovens foram chamados por este portal para defender este mundo de tal mau. Ninguém sabia onde este portal abriria, porém, sabiam que era sua última esperança. Realmente, ninguém sabia onde este portal iria se revelar, mas a maior surpresa mesmo foi quando se viu onde o tal portal terminava. Um continente o qual antes nunca haviam recorrido. Um pais com cores e que mesmo com toda a atenção que este chama, nunca fora alvo de suas esperanças. Porém, agora, somente este poderia ajuda-los. Todos em que agora poderiam depositar sua confiança, seriam nas pessoas que atravessassem aquele portal. Aquele portal que interligava o Mundo Digital, ao Brasil.



Bom, é isso ai pessoal, vou começar uma nova fanfic. Antes de mais nada, me perdoem, mas não poderei terminar a última pois eu tinha muitos dos desenhos já prontos dela, muitos além dos que eu havia postado aqui, porém meu pc foi reformatado e tudo se foi, então vou cancelar aquela e começar essa aqui. Eu já a iniciei em outro site e já tem três capítulos, então não vai demorar muito para saírem os primeiros, só questão de copiar e colar aqui. Enfim, é isso, espero que gostem e até o primeiro capítulo beleza?


Última edição por Rodrigo217 em Ter 17 Dez 2013, 7:32 am, editado 2 vez(es)
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por LucasMakuso em Seg 16 Dez 2013, 9:57 am

Nossa, a apesar da história de "vírus dominante que infecta os dois mundos" ser bem clichê, eu gostei bastante da sinopse que você fez bem grande até. Espero pra ler a fanfic, aliás, que poderá ser os Digiescolhidos ou os Digimon? x3
avatar
LucasMakuso

Moderador
Moderador

Mensagens : 537
Data de inscrição : 29/11/2013
Idade : 16
Localização : .

http://digitalwars.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por KaiserLeomon em Seg 16 Dez 2013, 11:07 am

Já é a terceira tentativa de postar essa mesma fanfic que antes atendia por outros nomes . Se desta vez ela não sair pode esquecer de publica-la pois esta com urucubaca ...

__________________________________________________________________________

"Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder."

Friedrich Von Schiller
avatar
KaiserLeomon

Moderador
Moderador

Mensagens : 4391
Data de inscrição : 02/10/2011
Idade : 46
Localização : Guarulhos

http://sansomon.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Ter 17 Dez 2013, 7:31 am

LucasMakuso escreveu:Nossa, a apesar da história de "vírus dominante que infecta os dois mundos" ser bem clichê, eu gostei bastante da sinopse que você fez bem grande até. Espero pra ler a fanfic, aliás, que poderá ser os Digiescolhidos ou os Digimon? x3

Valeu lucas, sei que a história é meio comum mas espero que a minha possa se destacar entre estas kkk.

KaiserLeomon escreveu:Já é a terceira tentativa de postar essa mesma fanfic que antes atendia por outros nomes . Se desta vez ela não sair pode esquecer de publica-la pois esta com urucubaca ...

Por ai Kaiser kkk, apesar de que aquela última que eu ainda estava criando os personagens era um remake, se quiser ler a história completa dela te passo o link, porém eu ainda era iniciante na época então minha escrita não era, digamos, "aquela devassa" entende? Mas pelo menos a história esta lá kkk, e quanto a esta fic, bom, ela vai ser até bem diferente, porém acho que o tema não tinha muito como mudar kkk.

É isso ai pessoal, daqui a pouco posto o primeiro capítulo beleza? Até lá
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Ter 17 Dez 2013, 11:07 am


Capítulo 1 - Uma fenda para um novo mundo

Mundo humano, Brasil, Belo Horizonte

1:53 PM

Estava ali, sentado em um banco de madeira típico de praças, sentado Jake.

(Jake é um garoto de por volta de seus 15, 16 anos de idades. Tem este nome pois seus pais tem descendência americana. Tem cabelos negros curtos e olhos castanhos escuros. Pele levemente parda. Vestia uma blusa em uma cor roxa que chegava bem perto de um preto com uma caveira no meio. Tinha uma blusa por cima xadreza vermelha e usava calças em um jeans um pouco escuro e calçava um tênis em estilo skatista preto.)

Ele esperava alguns amigos dele chegar enquanto se refugiava sob a sombra de um grande monumento no centro da praça. Este ficava de costas para o banco onde Jake estava sentado o protegendo da luz do Sol, que mesmo em um dia nublado como aquele era capaz de incomodar. Ele estava ali já a alguns minutos esperando os amigos dele chegarem e então finalmente conseguiu ver um. Estava do outro lado da praça. Jake acenou e logo este o viu e começou a ir para seu lado, porém, logo parou olhando em direção ao lado de Jake. Achando estranho aquilo, Jake também olha para o lado e então vê algo a aproximadamente uns 20 metros dele. No meio da praça dados apareciam e então, como se fosse uma parede, um buraco começou a se abrir no meio do ar. Primeiro uma garra branca saiu aparentemente tentando abri-lo mais. A garra lutava até finalmente fazer outra entrar no espaço que caberia uma mesa de quatro lugares não muito pequena. Logo ele conseguiu fazer com que outras duas garras entrassem e em seguida outras duas. Com seis garras atravessadas o buraco já havia aumentado bem o buraco o suficiente para ter um pequeno vácuo negro. Um silêncio tomou conta da situação. E então um olho azul chegou no buraco e começou a procurar algo reconhecível por toda a praça até encontrar seu olho com os de Jake. Ele então pareceu ter encontrado o que queria e quebrando o silêncio um grande rugido ecoou de de trás do buraco e com mais ferocidade ainda as garras começaram a abrir o buraco que foi aumentando mais e mais fazendo várias pessoas saírem correndo. Jake era o único que estava parado. Não conseguia correr. Algo o segurava ali. O buraco ia cada vez mais aumentando e parecia querer se reconstituir porém não tinha chances contra aquilo que lutava até chegar a um certo ponto em que outras três garras bem maiores que a primeira se apoiaram no buraco e destruiu suas bordas fazendo com que uma grande fenda surgisse ali. Todos que ainda estavam fugindo viraram para trás e observaram o enorme buraco que se formara. E então irrompeu de dentro da fenda negra um ser de uns 6 metros de altura completamente vermelho com escamas verdes da cabeça até a cauda e com milhares de dentes dentro da boca correndo furiosamente em direção a Jake.


Este com o susto se prepara para correr finalmente, porém agora era tarde. Ele estava prestes a dilacerar o garoto com uma única mordida até que este parou com um grande tranco. Jake conseguiu olhar para a fenda e viu que uma borda dela travou a grande pata traseira. Antes que pudesse pensar duas vezes Jake se levantou e correu o tanto quanto pôde. O dinossauro levantou sua cabeça e tinha um profundo ódio em seus olhos. Sua boca brilhou intensamente em vermelho e uma rajada de mesma cor com um brilho intenso voou dela em direção a Jake. Este subiu em outro dos bancos da praça e rapidamente o atravessou desviando por centímetros de seja lá o que fosse aquilo. E ainda bem que desviara, pois onde o tal brilho atingiu, ele pareceu se resfriar, perdeu seu brilho e se tornou chamas intensas que agora estavam por cima do banco o qual Jake pulara sobre ele. O enorme dinossauro arrancou seu pé de dentro da fenda e parecia ainda mais feroz. Ele então inundou novamente sua boca com o vermelho incandescente e o disparou. Jake agora não tinha escapatória alguma. As chamas que ainda brilhavam se aproximavam velozmente e em breve, nada sobraria dele. Neste segundo então, foi como se sua vida passasse diante de seus olhos. Mas não sua vida inteira, na verdade nem sequer um ano ou um dia inteiro. Tudo que se lembrou fora daquela mesma manhã.

==Flashback==

9:00 AM

Jake acabara de se levantar. Sua mãe e seu pai já haviam ido trabalhar e ele então começou a andar pela casa. Primeiro foi ao banheiro, bochechou um pouco de água e jogou um pouco na cara, em seguida foi a cozinha e encontrou algo para comer e logo depois caiu sobre a cadeira do computador onde pretendia passar sua manhã, pois as 2:00 horas da tarde se encontraria com alguns amigos para poderem fazer algo. Estava ele ali, procurando algo para fazer, quando lhe mandam pelo chat de um fórum o qual ele costumava entrar, para que ele procure um certo jogo um online. Não tinha nada o que fazer mesmo. Jake encontrou o tal jogo e logo se cadastrou e por isso teve de entrar em seu e-mail. Este que não abria a tempos tendo não lidas 3421 mensagens. Ele no entanto só se interessou na primeira a qual pedia confirmação do e-mail para o tal jogo. Ele logo confirmou e quando estava prestes a fechar seu e-mail, uma nova mensagem chegou. Ele achou estranho, porém, naquele momento, algo se apossara dele. Uma curiosidade incessante que o fez voltar a sua caixa de entrada para ver o tal e-mail. Logo que viu o título estranhou pois este estava completamente escrito em hieroglifos completamente estranhos para ele. Ele logo foi deleta-lo mas quando estava prestes a clicar na pequena lixeira no canto superior esquerdo, um brilho intenso branco tomou conta da tela de seu computador e em seguida de toda a casa não o permitindo ver mais nada com tamanho brilho. Quando Jake voltou a abrir os olhos, não havia mais nada ali: o e-mail se auto deletara, a luz fora embora e tudo parecia completamente normal. Jake se levantou e começou a pensar se estava enlouquecendo, foi até seu quarto e quando chegou no mesmo encontrou desta vez seu celular brilhando. Logo o pegou e este se apagou voltando ao normal também. Ele preferiu ignorar estes fatos e seguir o resto de sua manhã normal até sair de casa e ir para a praça onde combinaram de se encontrar e tudo começar a acontecer...

==Flashback==

Agora tentava ligar os fatos durante seu último segundo de vida, porém fazia tanto sentido quanto antes, afinal, se seu computador brilha e seu celular também, um dinossauro não precisa necessariamente tentar te engolir vivo não é verdade? Mas não interessava mais, agora era seu fim e já sentia até mesmo o calor das chamas. Literalmente sentia, e parecia que na sua coxa o calor era muito mais intenso. Olhou para esta e percebeu que seu bolso acabara de ser carbonizado pela (o mais surpreendente fora isto) tela de seu celular que mais uma vez brilhava intensamente, porém desta vez, liberava sua rajada de luz contra o vermelho brilhante que se aproximava e ao encostar no mesmo formava uma pequena cúpula de luz ao redor do garoto enquanto as chamas queimavam tudo ao seu redor. Por aquele instante as chamas o cobriam e o dinossauro pareceu ter parado. Jake então pegou seu celular, afinal, este parecia ser uma boa arma (ou escudo) e percebeu que sua tela voltara ao normal. Viu também que uma mensagem acabara de chegar na tela com os seguintes dizeres:

"Jake, espere só

mais alguns segundos

já estou chegando

CD"

Primeiro, quem era CD e como poderia conhecer Jake, sendo que este nunca nem sequer o vira? E mais do que isso, como assim "espere só mais alguns segundos"? Ele achava mesmo que o garoto estava em meio aquela batalha por opção? Mas enfim, Jake não podia se preocupar com aquilo agora, pois as chamas e a cúpula de luz o abandonaram e o ódio voltou aos olhos do grande ser vermelho. Este voltou a correr atrás de Jake que rapidamente correu atravessando a praça e se refugiando atrás de uma das estátuas da mesma. O dinossauro correu enfurecido para de encontro a estátua e assim que se chocou contra ela de lado, a lançou ao chão. Jake já havia saido dali e sua distração havia funcionado, pois novamente estava oculto graças a nuvem de concreto em pó que subira do fim da estátua. O dinossauro porém, não pretendia deixar mais uma passar, e Jake que já estava atrás de outra estátua o viu lançar uma rajada brilhante que logo se converteu em chamas sobre o local onde deveria estar se não tivesse aproveitado da situação. Ele já estava sem mais idéias na cabeça: Se corresse o grande monstro o pegaria, se esperasse logo seria descoberto. Estava entre a cruz e a espada e foi quando viu de relance algo voando no meio da praça. Parecia uma pequena granada que piscava em vermelho como se estivesse preparando para explodir. Naquele segundo Jake nem pensou e correu em direção a bomba de maneira pouco discreta fazendo com que o dinossauro o visse e cheio de fúria corresse atrás dele. Era o que Jake queria. Passou ao lado da bomba enquanto ela ainda não explodia e logo o grande réptil passou também, porém sua pata era muito grande e seu foco era somente Jake. Ele esmagou a pequena bomba e uma explosão tomou conta de toda sua pele. Jake continuou correndo e se escondeu atrás de uma planta distante. Sabia que logo a fumaça sairia e se continuasse a correr o monstro o perseguiria. Então outra mensagem chegou a tela de seu celular que ainda estava na sua mão, até porque seu bolso direito fora destruído pelo mesmo. Ele então olha e se depara com a seguinte mensagem:

"E ai, gostou do

meu presente?

Já estou chegando,

aguente só mais

um pouco.

CD"

Jake não podia acreditar. Então aquele tal de CD realmente estava vindo o ajudar. Mas de onde então? Afinal a bomba saíra da fenda. Outro dinossauro estava vindo o ajudar? Tudo o que podia fazer agora é se manter escondido e esperar pelo tal CD que era sua última esperança. Ele então volta a olhar para o dinossauro e vê que este parecia ter ainda mais raiva em seus olhos enquanto o procurava por ali. Ele então olha para as pernas do dinossauro e se surpreende: Esta estava mais vermelha que o comum e tinha vários cortes não muito grandes de no máximo uns 8, 9 centímetros. Estes começavam a encher-se de sangue que logo começava a escorrer pela perna do monstro, porém, quando chegavam na metade desta se tornavam dados que saiam voando pelo ar. Jake então tenta abaixar uma folha para ver para onde o grande ser olhava, porem esta se quebra dando um leve estalo que graças ao silêncio pode ser escutado pelo enorme monstro. Este que tinha fechado os olhos para se concentrar os abre com uma grande raiva e sem nem sequer ter alguma dúvida olha direto para Jake. Este então se prepara para ir atrás dele quando uma voz inunda a praça:


– Assalto M16! - Vários tiros são então disparados contra as costas do dinossauro que graças a dor para furioso. Ele solta um grande rugido enquanto dados saiam gora de suas costas.

Jake olha para a fenda que ainda estava se recuperando e vê um rifle de assalto saindo da mesma com uma leve fumaça subindo do cano. Em seguida um pequeno dinossauro que tinha a pele aparentemente feita de dados em tons azuis e com um uniforme militar salta de dentro da fenda e da um aceno para Jake.


O grande dinossauro vermelho então dispara um rugido o que faz com que o pequeno dinossauro volte a encara-lo. Ele então diz:

– Você é mesmo duro na queda em amigo? Mas acho que sei a solução para o seu problema! Assalto M16! - Ele então dava alguns poucos tiros, bem menos que os primeiros, desta vez no peito do dinossauro que rugia fortemente pela dor, e neste segundo ele arranca um pequeno objeto que estava preso em seu colete e diz - DCD Bomba! - E após dar uma pequena mordida, o pequeno item começa a piscar se revelando ser a mesma bomba que voara anteriormente em meio a praça. Ele então lança esta dentro da boca do dinossauro e se vira de costas correndo em direção a Jake e gritando para ele se abaixar. Jake faz isso e então uma grande explosão é escutada. Quando Jake volta a olhar, tudo o que via era fumaça se dissipando e dados que de pouco a pouco se reagrupavam e entravam pela fenda.

–-fim do soundtrack--

Ele então vê o pequeno dinossauro azul com seu rifle nas costas andando em sua direção, porém, sabia que alguma forma que ele não representava perigo algum. Ao se aproximar ele diz:

– E ai Jake, se feriu? - Perguntava um pouco preocupado.

– Não, não, eu estou bem. Mas quem é você e como sabe meu nome? - Perguntou Jake.

– Meu nome e Commandramon, muito prazer. Eu sei seu nome porque me mandaram aqui para te buscar. - Respondia o pequeno dinossauro.

– Me buscar? Para onde? Quem te chamou? E o que você é? - Perguntava Jake que definitivamente estava alienado sobre a situação.

– Ei, calma ai hehe, não tenho todas as respostas do mundo, mas posso esclarecer algumas coisas para você se quiser. É só vir comigo. - Dizia o pequeno dinossauro com um sorriso em seu focinho.

Ele então começa a caminhar em direção a fenda e ao chegar nesta vira para trás e olha para Jake. De alguma forma, Jake sabia que deveria segui-lo. Sabia que ele não era perigoso e como se levasse um empurrão de sua consciência ele começa a andar em direção a fenda e após passar por esta seu celular lança um brilho onde ela se formara e a fecha completamente. Ele segue Commandramon e ambos saem em uma floresta. Estavam agora em outro lugar. Estavam agora, em outro mundo.
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Qua 18 Dez 2013, 7:26 am

E ai pessoal, o que acharam do primeiro capítulo? Comentem ai  Smile 
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por KaiserLeomon em Qua 18 Dez 2013, 10:10 am

Gostei do primeiro capitulo ! Cara que apuro passou o Jake com o Tyrannomon . Fico imaginando isso acontecendo numa cidade do Brasil e imaginando a situação de caos total que se seguiria a aparição de um Digimon Selvagem aqui . Meu nos estariamos fu* ! E fico imaginando os programas de televisão serem interrompidos na hora por apresentadores como o Datena e o Marcelo Rezende ficarem enchendo nosso saco por horas repetindo " E aconteceu isso ! " , " Fulano de tal fez isso " e tal . Sorte do Jake que ele foi salvo por um " Digimon do BOPE " o Commandramon ! Adoro este Digimon e sempre quis ver uma fanfic com ele como principal ! Enfim ótimo primeiro capitulo aguardo mais ^^

__________________________________________________________________________

"Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder."

Friedrich Von Schiller
avatar
KaiserLeomon

Moderador
Moderador

Mensagens : 4391
Data de inscrição : 02/10/2011
Idade : 46
Localização : Guarulhos

http://sansomon.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Qua 18 Dez 2013, 8:21 pm

Valeu cara, que nom que gostou, hehe, não se preocupe, esse caos eles vão ver quando voltar para nosso mundo kkkk. Realmente Jake passou por bastante perigo, mais faz parte ne? Kkkkk. Também pensei muito antes de escolher um personagem pouco usado e cheguei no Commandramon. Enfim, que bom que gostou, espero que esteja ai para sempre acompanhar a história.
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por LucasMakuso em Qua 18 Dez 2013, 8:41 pm

Gostei bastante também do primeiro episódio, nossa... Um Tyrannomon aparecer do nada querendo matar você deve ser realmente uma situação de vida ou morte, e sua vida toda passando diante à você. E o que houve com o amigo dele? Bem creio que tenha visto tudo, ou não. Espero o próximo episódio. X3
avatar
LucasMakuso

Moderador
Moderador

Mensagens : 537
Data de inscrição : 29/11/2013
Idade : 16
Localização : .

http://digitalwars.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Qua 18 Dez 2013, 9:28 pm

Valeu maninho, que bom que gostou. Verdade, eu acho que se rolasse comigo eu morria de infrator antes de mais nada kkkk. Quanto ao amigo dele, digamos que como um ótimo amigo, ele saiu correndo kkkkk, enfim, que bom que gostou, borá pro próximo cap kk
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Kyuketsuki em Qui 19 Dez 2013, 10:38 am

Gostei do primeiro capítulo, além da boa escrita e descrição dos personagens e ações você colocou algo que falta um pouco na maior parte dos protagonistas, medo...
avatar
Kyuketsuki

Kazentai
Kazentai

Mensagens : 1103
Data de inscrição : 16/09/2013
Idade : 17
Localização : Algum canto do quarto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Qui 19 Dez 2013, 8:40 pm

Valeu mano, que bom que gostou, espero te ver ai de novo no próximo capítulo
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Sex 20 Dez 2013, 1:31 pm

Aqui está mais um capítulo pessoal, espero que gostem, boa leitura.


Capítulo 2 - Uma equipe bem treinada

Mundo Digital, 2:25 PM

No meio de todas aquelas árvores e plantas, Jake se encontrava perdido. Aquele lugar era incrível e para chegar nele ele somente atravessou um buraco. Como aquilo ocorrera? Ele olhava para trás e a fenda já havia se fechado. Jake estava pasmo e quando abriu a boca tudo que saiu foi somente a seguinte frase:

– Onde nós estamos? - Perguntava ele ainda impressionado com o lugar.

– Jake, seja bem-vindo ao meu mundo. Este aqui é o Mundo Digital. - Respondia Commandramon tranquilamente. - Agora venha, temos de ir.

– Ir para onde? - Questionava Jake como se acordando de seu transe.

– Você logo vera. Só me siga. - Dizia o pequeno dinossauro das forças armadas enquanto seguia pela floresta que aparentemente, conhecia muito bem.

– Espera um pouco, tudo bem, eu vim para cá e não me pergunte o porque sendo que nem eu sei direito. Mas você prometeu que iria me responder todas as perguntas que eu te fiz. - Dizia Jake que aquele ponto já estava completamente perdido em meio as informações, ou melhor, a falta delas.

– Tudo bem, vamos começar então. Mas sem parar, o caminho não é curto, então vai dar tempo de conversar enquanto andamos. Quais eram as primeiras perguntas mesmo? - Perguntava Commandramon enquanto desbravava a mata calmamente.

– Bom, para onde estamos indo você não vai falar, então restaram quem te mandou ir me buscar e o que é você?

– Tudo bem, a primeira eu também não responderei, você descobrira em breve, então é só esperar um tempinho. Quanto a o que eu sou, é bem simples. Eu sou um Digimon. Abreviação para MONstro DIGItal. - Dizia colocando enfase nas partes que compunham a abreviação. - Existem diferentes raças de digimons. Eu por exemplo sou um Commandramon. Aquele grandão que te atacou era um Tyrannomon, e assim por diante. Não só eu como praticamente tudo que habita este mundo é um digimon. Raras exceções como por exemplo você ou qualquer outro escolhido.

– Como assim escolhido? - Perguntava Jake.

– Bem, um escolhido é... Quer saber, tenho uma ideia, vou te contar a história de nossos dois mundos, ela ajudara você a entender melhor tudo. Vamos lá, a muito tempo atrás, quando vocês humanos realizaram a primeira conexão com a internet, o Mundo Digital se formou. Este era, e ainda é habitado por vários digimons. Nossos planetas viviam lado a lado, porém em dimensões paralelas. E qual a principal regra para que duas coisas, sejam elas o que forem, serem paralelas?

– Nunca devem se encontrar. - Respondia Jake focado na história.

– Exatamente. Porém, com o passar do tempo, descobriu-se que, assim como em todo lugar, aqui no Mundo Digital luz e trevas estavam condenadas a travar uma batalha eternamente. Porém, diferentemente de seu planeta, como nós temos poderes para batalhar, as guerras se tornavam bem mais complicadas. Quando pela primeira vez um inimigo desses apareceu, nós digimons lutamos desesperadamente contra ele, porém foi em vão. Ele era muito poderoso. Com o passar da guerra, as trevas foram dominando o nosso mundo e então o seu mundo também começou a ser afetado, o que era estranho já que não deviríamos ter a menor ligação um com o outro. Observando isso, alguns digimons apelaram para o último recurso, o que poderia ser nossa salvação. Se vocês estavam sofrendo com o que ocorria aqui, talvez pudessem vir ajudar. Foi então que os portais que interligam o meu e o seu mundo foram criados e crianças com virtudes fortes foram escolhidas para lutar contra as trevas em união com algum parceiro digimon. Essas crianças selecionadas entre várias outras pelo destino, se chamam Digiescolhidos, ou simplesmente Escolhidos. Quando isso aconteceu, percebeu-se que ambos aumentavam seu poder muito rápido quando estavam juntos, e assim, o seu juntos, nós salvamos ambos os mundos de viver nas trevas. Isso já aconteceu várias vezes e dessa vez é a sua vez de vir para cá. Você é um escolhido. - Terminava o digimon dinossauro.

– Mas eu não entendo uma coisa: Como você disse, vocês digimons tem poderes para lutar. Então como é que nós humanos, que não temos nenhuma habilidade assim, poderíamos ajuda-los a se tornaram mais fortes? - Perguntava Jake ainda meio confuso, porém bem menos do que quando chegara.

– Bom, na verdade é um pequeno "triangulo" dizendo assim. Um humano, um digimon e um desse. - Dizia Commandramon se virando e apontando para o celular de Jake na mão deste.

– Um celular? - Perguntava Jake que sentia que estava começando a se perder novamente.

– Não... Você não se lembra de nada "diferente" que aconteceu com seu celular nas últimas horas ou no máximo ontem? - Indagava o digimon de estatura um pouco menor do que a de Jake.

– Bem... A, hoje de manhã meu computador espalhou uma luz por toda a casa e quando fui ver meu celular também estava emitindo essa luz, mas somente isso. - Respondia o escolhido.

– Bom, então foi assim que eles se conectaram. Seu celular agora não é mais simplesmente um celular. Ele é também um digivice.

– Digivice? - Jake agora tinha certeza que voltara a se perder.

– Sim. Bom, vou explicar todas as últimas perguntas de uma única vez agora. Entenda, nós digimons temos uma habilidade natural chamada digievoluir. Essa habilidade nós permite nós tornarmos mais fortes, quando treinamos bastante. Porém não é somente mais fortes, mas sim bem mais fortes além de mudarmos nossas formas físicas e habilidades. Existem quatro níveis de evoluções mais conhecidas: O primeiro é o nível Rookie ou Novato que é o que eu estou, o segundo é o nível Champion ou Adulto que é o que o Tyrannomon estava, o terceiro é o nível Perfect ou Supremo que é um nível acima do nível do Tyrannomon, e diga-se de passagem já é um nível muito poderoso, e por último, porém mais importante, o quarto nível que é o Mega ou o Extremo. Existem também outros tipos de digievolução, alguns mais fracos, outros mais fortes, porém isso não vem ao caso. O importante é que, o digivice é como um conversor de elos. Quando um escolhido se une a seu parceiro digimon, estes desenvolvem certos elos que unem esses dois. Em algumas situações, a força desses elos é colocada em prova e caso, digamos assim, eles "passarem no teste" o digivice reage com o escolhido e converte o elo existente entre eles em poder que é entregue ao digimon possibilitando a evolução deste. - Terminava o digimon.

– Bem, é, não é muito fácil, mas deu para entender.

– Bom, acho que falamos bastante porque nos chegamos. Bem vindo a unidade #6 do acampamento da resistência.

O lugar era como um forte gigantesco, do tamanho de um bairro, cercado por enormes troncos de madeira com pontas afiadas viradas para cima. O lugar era incrível e comportaria tranquilamente uns quatro exércitos.

– Quer dizer que... Existem outros cinco além desta? - Perguntava Jake pasmo com o tamanho do lugar.

– Na verdade, outros seis. Ainda tem o mais forte dentre todos que sobreviveu já a vários ataques. Ganhou até o apelido de Muralha Impenetrável. Ele é o numero 7. - Dizia o digimon enquanto se aproximava da porta.

Então uma voz gritou lá de cima da muralha de madeira.

– Quem se aproxima do portão do Acampamento #6?

– Commandramon 12 e o humano solicitado! - Respondia o digimon.

Um silêncio sucedeu-se por alguns segundos deixando uma pequena tensão no ar. Jake tinha a impressão de que em instantes flechas e lanças começariam a voar por de cima daquele portão em direção a eles e aquilo definitivamente não seria nada legal. E então, com um som alto que ecoava pela floresta, as grandes portas se abriram e dando passagem ao escolhido e ao digimon.

– Bem, venha, você fica logo ali. - Dizia o digimon guiando Jake até uma tenda, enquanto o som dos enormes portões de madeira se fechando ecoava dentro de todo o acampamento.

Jake estava prestes a entrar quando viu Commandramon saindo e então se virou e perguntou para ele:

– Onde esta indo? - Estranhando a saída do digimon.

– Ora, voltando ao meu posto. Você é um escolhido, porém eu não sou um dos digimons escolhidos. Até mais ver Jake. Foi legal conversar com você.

E com estas últimas palavras o digimon se afastava enquanto Jake ainda meio desnorteado com aquela situação entrava na barrava. A barraca era branca e bem larga. Ao entrar encontrou um carpete vermelho e algumas almofadas também vermelhas com aqueles enfeites dourados que parecem cordas ao redor destas. Ele encontrou um senhor já de idade sentado aparentemente meditando além de uma garota encostada em um dos móveis que haviam lá dentro, outra sentada em uma das almofadas e um garoto que estava usando seu celular. Todos na sua faixa de idade. Assim que entrou todos olharam para ele e um silêncio se sucedeu.


– Que bom que chegou. - Quebrando o silêncio a voz calma do senhor de idade lhe falou. - Agora que estão todos os quatro aqui, podemos começar. - Dizia com um sorriso no rosto. - Prazer, meu nome é Gennai e estes são seus companheiros. Vamos sente-se. Creio eu que todos já tenham conhecimento sobre este mundo e sobre o fato de serem escolhidos a partir dos digimons que os buscaram certo?

Todos concordavam e desta maneira também percebiam que isso fora combinado. Então o senhor volta a falar:

– Bem, sei que devem ter algumas perguntas então podem começar - Dizia ele calmamente.

Por alguns segundos, todos ficaram quietos. E foi então que a garota que estava sentada na almofada se manifestou:

– Você é... Humano também? - Perguntou ela. A garota tinha cabelos curtos castanhos um pouco abaixo da base do pescoço e tinha olhos castanhos claros. Sua pele era branca e suas roupas eram uma blusa amarela e uma bermuda feminina jeans clara com um tênis branco.

– Não minha querida. Apesar de alguns acharem que sim, eu não sou nem um nem outro. Eu sou como o "elo perdido", o que existe entre humanos e monstros digitais. Mais alguma pergunta? - Questionava ele bem disposto a responder.

E então desta vez o silêncio não teve chance. Desta vez quem se manifestou foi a outra garota. Esta tinha cabelos negros até o meio das costas e olhos castanho escuros assim como os de Jake. Sua pele era branca porém com um pequeno bronzeado, como se fosse o que existe entre os tons de pele branca e pardo. Sua blusa era vermelha com alguns detalhes brancos além de um short jeans por volta de um dedo acima do meio de sua coxa alem de um tênis all star vermelho e branco.

– Os digimons disseram que quando escolhidos são chamados é porque tem algo de errado aqui. O que é que esta acontecendo? - Perguntava a garota.

– Que bom que chegamos a este ponto, é onde eu queria. Vocês foram chamados por um simples motivo: Alguém esta dominando os digimons e os levando para as trevas. Porém não vem sendo um trabalho manual. Alguns grupos de dados negros invadem os digimons e os tornam seguidores das trevas. É por isso que foram chamados. Para deter quem esta criando isso. Bem, acho que é isso. Agora irei deicha-los aqui para se conhecerem melhor, mas antes, podem entrar! - Dizia ele como se fosse um sinal para alguém do lado de fora.

Em seguida entraram quatro digimons na tenda dos quais cada escolhido parecia conhecer um.


Jake logo reconheceu seu parceiro Commandramon e Gennai em seguida anunciou:

– E então, gostaram da surpresa? Mandei que seus digimons os buscassem para que seus laços pudessem se iniciar mais cedo. Bom, fiquem ai se conhecendo que eu voltarei logo. - Anunciou ele logo saindo.

Todos então começaram a se apresentar. A garota de cabelos negros se chamava Lisa e sua parceira era uma pequena digimon que se parecia com um pequeno cachorro branco chamado Plotmon. O garoto que tinha cabelos claros curtos e olhos verdes além de uma blusa beje com uma verde por cima e uma calça jeans clara se chamava Bruno e seu parceiro era um digimon branco pequeno chamado Kudamon. A última garota se chamava Tati e sua parceira era uma ave rosa não muito pequena, porém parecia ser simpática chamada Biyomon.

Todos começaram a conversar, porém somente começaram pois logo que isso se deu início, um enorme estrondo se espalhou por todo o acampamento. Um grande som de explosão. Todos os escolhidos se encararam meio pasmos e logo em seguida saíram da tenda. Do lado de fora eles olhavam, porém não conseguiam ver nada a não ser uma certa agitação e algumas chamas que voavam em uma fileira de tendas próximas. Eles então atravessam algumas fileiras e se encontram de frente a um grande ser que parecia um homem em chamas que corria na direção destes. O celular de todos deu um breve apito e cada um pega o seu. Estes exibem em sua tela uma ficha sobre o grande digimon a frente deles.




Meramon

Nível: Adulto

Um digimon composto de chamas

que exala altas temperaturas. Ataca

seus adversários aproveitando disto.

E foi então que ele pareceu vê-los e em seguida parou enquanto os encarava. Em seguida soltou algo que parecia a mistura de um grito com um rugido e sua mão pareceu inflamar-se ainda mais formando uma esfera de chamas em seu punho. Em seguida ele disparou a mesma contra o grupo que rapidamente se afastou do local onde uma explosão ocorreu.

– Ei, esse cara tem algum problema? - Perguntava Tati.

– Ele não percebeu que nós somos os escolhidos... - Pensava Bruno.

– Talvez foi exatamente por perceber isso que nós atacou. - Concluía Kudamon.

– Se for assim temos que sair daqui. - Dizia Biyomon.

Eles se comunicavam refugiados em pequenas lonas abertas como marquises ao lado de tendas, porém o tempo deles havia acabado. O grande digimon avançou contra as tendas pretendendo encontrar os escolhidos e por pouco esses não foram pegos. O digimon parava novamente e se virava para trás encarando os escolhidos. Suas mãos novamente se inflamavam e ele lançava uma esfera de chamas contra o grupo, porém desta vez o golpe foi parado. Chamas barravam chamas enquanto Biyomon gritava de frente a esfera:

– Fogo Mágico!

Chamas verdes fantasmagóricas saem em formas de uma espiral contínua a partir do bico da mesma e ao se chocar contra a esfera de chamas parece ter alguma facilidade em "pegar" nas chamas e as chamas verdes suprimem a esfera de chamas que se torna uma esfera verde que em seguida se desfaz no ar.

Assim que percebem que o ataque de Biyomon deu certo eles começam a correr e passam para a fileira de tendas ao lado entrando logo na terceira tenda. Lá dentro começaram a conversar sobre a luta.

– Não tem como vencer assim, ele é muito forte - Dizia Plotmon.

– Biyomon, você consegue queima-lo por inteiro? - Perguntava Tati a sua digimon.

– Sinto muito Tati, mas ele é um alvo muito grande. - Respondia a ave digital.

– Se ele fosse menor talvez desse certo... - Comentava Bruno que parecia pensar em algo.

– É uma boa. Se conseguíssemos ataca-lo poderíamos deixá-lo mais fraco e o ataque de Biyomon poderia ser mais efetivo.

– Eu pensei nisso. Escutem, tenho um plano, mais ainda está muito, digamos "precoce", então você terão de me ajudar a completá-lo, certo? - Dizia Bruno que era sucedido por todos que concordaram.

Após diversificarem o plano de todas as maneiras finalmente decidiram e então perceberam que tinham se passado alguns minutos e nenhum deles fazia a menor ideia de onde estava Meramon. Porém, chamar sua atenção seria fácil. Jake e Commandramonm foram os primeiros a sair da barraca.

– Ei seu idiota! - Gritava ele ao monstro que por mais incrível que pareça estava parado no começo da fileira, aparentemente esperando os escolhidos aparecerem.

Logo que avistou o escolhido e seu digimon o punho de Meramon foi tomado por mais chamas e seu ataque se preparava. Porém o plano já estava em ação.


– DCD Bomba! - Gritava Commandramon que puxava uma granada pindurada na base de seu colete, a mordia na ponta para que esta liga-se e a lançava contra Meramon. Porém ainda não havia acabado. - Assalto M16! - Dizia sacando seu rifle de suas costas e atirando contra a bomba que explodia atingindo gravemente o ombro do grande monstro de fogo, o que fazia ele perder dados e gritar de dor.

– Agora! - Gritava Jake dando o sinal.

Logo das barracas mais para frente saiam os outros escolhidos que se esconderam nelas passando por trás de cada uma das barracas. Bruno vinha correndo até parar em um certo ponto virando de lado e esticando o braço em direção ao grande digimon.

– Vai lá Kudamon! - O pequeno digimon branco que estava no ombro de seu escolhido entende o sinal.

– Bala Veloz! - Dizia ele enquanto disparava feito um raio sendo cercado de algumas correntes elétricas pequenas. Sua velocidade era incrível e ele passa exatamente ao lado da mão de Meramon causando um corte em seu pulso e em seguida dando a volta por trás faz o mesmo na outra mão. Isso de acordo com o plano dificultaria seu ataque.

O grande ser de chamas novamente rugia de dor, porém o plano ainda não havia terminado.

– Biyomon, pode vir! - Gritava Lisa dando sinal a parceira de Tati.

Logo a ave rosa vinha voando rapidamente e em suas patas tinha Plotmon. Esta é elevada até alcançar os ouvidos do digimon que não era baixo, e quando chegou neste ponto não hesitou.

– Uivo do Filhote! - Ela então disparava um uivo agudo e profundo no ouvido de Meramon que tentava tapar os ouvidos com as mãos meio cortadas, porém o efeito do ataque o fazia ter dificuldades dando pequenas paralisias em seus movimentos.

– Vamos terminar! - Dizia Bruno.

Então Commandramon atirava contra diversas partes de Meramon e Kudamon o atacava de todos os lados em sua velocidade incrível. Juntos ambos causavam vários cortes e danos ao ser de chamas que perdia muitos e muitos dados. Por fim, ele se tornara bem ferido e o último sinal foi dado:

– Sua vez Biyomon! - Gritavam juntos todos os escolhidos, sabendo que aquela era a hora, pois Meramon, mesmo ferido, estava voltando a se mover normalmente.

Então a ave sobrevoa todos soltando Plotmon sob sua escolhida a qual a pega sem problemas e em seguida indo em direção ao grande ser de chamas.

– Fogo Mágico! - Ela então dispara as chamas verdes de seu bico e estas vão em direção a Meramon em uma espiral que cada vez aumentava seu tamanho até que quando chegou nele, fez uma volta inteira em seu dorso. As chamas fantasmagóricas novamente não tiveram a menor dificuldade em se espalhar sobre as chamas comuns, e agora que estava completamente ferido e desgastado Meramon era um alvo fácil para elas. Por fim ele se tornou um enorme ser de chamas fantasmas que logo desapareceram no ar e se tornaram dados.

==Fim do Soundtrack==

Os escolhidos agora comemoravam juntos com seus parceiros. Finalmente derrubaram seu adversário. Estavam muito felizes com isso. E foi então que chegaram um pequeno grupo composto por Gennai e dois digimons desconhecidos por eles. Logo os celulares de cada um dava um bip e ao pegarem os mesmos estes exibiam informações sobre os digimons:




Leomon

Nível: Adulto

Um digimon com um enorme

senso de justiça. É um guerreiro

natural da paz.



Stingmon

Nível: Adulto

Este digimon é um tipo

reservado que prefere o silêncio

porém em batalha se mostra eficaz.

– Onde esta o Meramon? - Perguntava o grande leão que tinha empunhado em sua mão uma adaga.

– Bem ali - Respondeu Lisa apontando para os dados que saiam voando.

Então todos ali fizeram uma cara de surpresa completa.

– Vocês derrotaram um Meramon? - Perguntou o digimon que parecia um inseto em armadura. Todos os escolhidos e seus digimons fizeram que sim com a cabeça.

– Bom, acho que realmente estas são as crianças da profecia meu amigo. - Dizia Gennai colocando sua mão sobre o ombro de Leomon, apesar de ter que levantar um pouco demais seu braço para fazer isso.

– E eu sou obrigado a concordar. Bom, eu e Stingmon vamos terminar com o que restou do exercito de Gizamons que veio junto a ele e vamos espalhar a notícia da morte de Meramon. Todos ficarão impressionados com essas crianças. Você pode retornar a sua tenda junto a elas. Sei que precisa falar com elas não é verdade? E não se preocupe, se algum inimigo aparecer pelo caminho - O digimon leão que até então somente se dirigiu a Gennai lançava um olhar aos escolhidos e em seguida dizia - Acho que você estará em boas mãos. Vamos Stingmon!

E então, com um salto Leomon estava passando de fileira em fileira e Stingmon voava junto a ele. Os escolhidos acompanharam Gennai até a tenda deste. Chegando lá eles se sentaram novamente no carpete e Gennai começou:

– Bem, antes de mais nada, parabéns escolhidos. Acho que provaram hoje mais do que nunca que são definitivamente os escolhidos. Porém, tenham cautela. Meramon não era nem de longe o mais forte dos seus adversários. Agora, voltando ao que eu queria falar com vocês, bem, como sabem, hoje sofremos um ataque, porém não foi um simples ataque. Meramon marchou para cá acompanhado de um exército. Queriam derrubar o Acampamento #6. Conseguimos impedir, porém provavelmente vão tentar isso com outros. Por isso, lhes darei uma missão: Vocês devem ir até o Acampamento #3. Não se preocupem, ele é o mais próximo daqui. Temos uma saída subterrânea do acampamento que liga a uma floresta que após ser atravessada da exatamente em frente ao acampamento. Preciso que levem as notícias daqui até eles. O líder do Acampamento #3 é o mais próximo do líder do Acampamento #7, e este precisa saber dos fatos. Confio em vocês para levarem esta mensagem a ele escolhidos. Porém, amanhã obviamente. Hoje vocês devem descansar, já fizeram suficiente. Chamarei vocês quando o jantar estiver pronto. - Dizia o senhor saindo da tenda em seguida.

Os escolhidos ficaram ali, conversando e se conhecendo melhor durante a noite e depois foram para a fogueira comer algum fruto do próprio Mundo Digital assado com peixes. Depois de se servirem foram dormir nas barracas ao lado das de Gennai, pois estas eram interligadas a dele e reservadas especialmente para os escolhidos. Garotas em uma e garotos em outra. Porém todos foram dormir com o mesmo sentimento bom de terem sido reconhecidos como uma equipe tão forte. Forte o suficiente para receber uma missão. A ansiedade tomava conta de todos. Mal podiam esperar para que finalmente o dia seguinte chegasse e a equipe mais nova e forte pudesse partir. Pelo menos, era assim que cada um deles se sentia.

Continua...
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Seg 23 Dez 2013, 6:47 am

E ai pessoal, o que acharam?
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por KaiserLeomon em Seg 23 Dez 2013, 11:05 am

Ficou muito Legal ! Gostei da parte de Commandramon explicando ao Jake a historia dos Digimons e do Digital World ! Deu a ele um ar bastante sábio ! E gostei da escolha que você fez de Digimons para os Escolhidos além de usar Gennai , Leomon e Stingmon como líderes da Resistência do Acampamento 6 . E o Jake já se revelou um bom líder e um excelente estrategista ! Ele foi capaz de pensar em uma maneira de usar as melhores habilidades de cada Digimon sem que eles tivessem que evoluir . Gostei muito . Mau posso esperar pela primeira missão dos Escolhidos quando eles irão ao Acampamento 3 . Enfim boa historia aguardarei mais ^^

__________________________________________________________________________

"Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder."

Friedrich Von Schiller
avatar
KaiserLeomon

Moderador
Moderador

Mensagens : 4391
Data de inscrição : 02/10/2011
Idade : 46
Localização : Guarulhos

http://sansomon.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Seg 23 Dez 2013, 4:54 pm

Valeu Kaiser que bom que gostou cara, você falou sobre a batalha e o estratégico, pois é kkk, foi necessário, sempre achei legal uma luta antes mesmo da primeira evolução entende? E garanto que a primeira missão terra bastante aventura, inclusive uma digievoluçao kkk. Espero você no próximo capítulo.
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por KaiserLeomon em Qua 25 Dez 2013, 2:34 pm

E fiquei curioso sobre quem seria o líder do Acampamento 3 da resistência . Seria legal se fosse um dos Digimon dos Escolhidos de Digimon Adventures permanentemente evoluído . E o Commandramon enganou direitinho o Jake . Fez parecer que ele não era um dos Digimon dos Escolhidos mas no entanto era sim e também o parceiro do Jake . Bem tem Plotmon e Piyomon então podemos esperar por :

Estas Digimon:
Digimon Adventure - Ophanimon Celestial Digimon ★Play



Digimon Adventure - Hououmon The Mythological Pheonix ★Lets Play


Enfim aguardo para ver ^^

__________________________________________________________________________

"Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder."

Friedrich Von Schiller
avatar
KaiserLeomon

Moderador
Moderador

Mensagens : 4391
Data de inscrição : 02/10/2011
Idade : 46
Localização : Guarulhos

http://sansomon.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Qui 26 Dez 2013, 8:05 pm

Bem, os líderes dos acampamentos não tem bem uma ordem, peguei algo meio inexplorado para cada um, apesar de que o líder do 3 não e taaaao surpreendente assim. Quanto a essas evoluções, Kaiser sempre pensando no futuro em? Kkkk. Sim, com toda certeza terão, essas e muito mais hehe. E desviando um pouco do assunto, cara, que foda eles terem feito as digiecoluçoes extremas de todos os digimons no jogo. Vo agora mesmo ver a de cada um, ficou muito legal. Enfim, acho que amanha coloco o próximo capítulo aqui beleza? (Pena que o pessoal não parece estar gostando muito, ninguém comentou sem ser vc Kaiser... Mas desanimo não é permitido, bola para frente né verdade?)
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Sex 27 Dez 2013, 5:05 pm


Capítulo 3 - O assassino de dados

Mundo Digital, 00:17 AM

Já estava tarde. A noite tomara conta de todo o acampamento. Os escolhidos já haviam jantado juntamente com todos dali ao redor de uma das várias fogueiras em meio a enorme base enquanto desfrutavam de muitas histórias. Jake acordara a pouco tempo. A ansiedade e felicidade de tudo o que havia ocorrido o fizeram picotar seu sono o que o fez acordar algumas outras vezes anteriormente, porém agora, enquanto estava ainda tentando voltar ao sono, ouviu algo. Passos. Se levantou silenciosamente e aos poucos atravessou a barraca onde ele, Bruno e seus parceiros dormiam e chegou a barraca principal, passando desta para fora. Assim que chegou lá encontrou uma cena bem diferente.

Em frente a tenda de Gennai, havia uma pedra bem grande onde havia plantada sobre ela uma árvore que lembrava um pequeno pessegueiro. Não fazia ideia de como a árvore estava ali, porém não se importava. O que importava era que sob a luz que uma das três luas daquele mundo proporcionava ali, estava sentada sobre a pedra ao lado da árvore Lisa. Estava com seus joelhos em um abraço e olhava fixamente para o céu perdida em pensamentos. Jake conversara com ela até bastante nesta noite e descobrira que tinha este nome pois sua avó conhecia o nome a muito tempo o achava bonito. Descobrira também que a garota era carioca, porém quando foi para o Mundo Digital estava a uma semana de se mudar para a capital mineira. Ele se aproximou calmamente e até pensou em assustar a garota, porém, preferiu somente cumprimentá-la.

– Oi. - Disse tranquilamente se aproximando enquanto olhava Lisa.

– A, oi Jake. - Respondeu depois de ter percebido quem era e se virando a ele com um pequeno sorriso gentil.

– O que esta fazendo aqui? - Perguntou ele enquanto se colocava ao lado dela, porém em pé, fora da pedra e começava a encarar o céu também. Este estava preenchido de estrelas.

– Só admirando. - Respondia ela em um tom sonhador. - É lindo não é? Apesar de serem dois mundos tão diferentes, o céu continua incrível no nosso planeta e neste.

– Verdade. Mas me diga, não é só isso é? - Dizia ele voltando a olhar para ela.

– Me conhece somente a um dia e já sabe o suficiente sobre mim para perceber quando estou assim pensativa. - Dizia ela se voltando com um sorriso para Jake. Este porém foi diminuindo até sumir. - Estou pensando sobre minha família. O que devem estar pensando?

– Ei, não pense nisso. Ouviu Gennai hoje no jantar, de nossas famílias eles cuidam. Enquanto estivermos aqui, é melhor nos preocuparmos somente em continuarmos bem para podermos voltar para eles. Agora, é melhor entrarmos. Não esta exatamente quente aqui fora.

Lisa da um sorriso a Jake. Ambos então entram juntos e logo se despem seguindo cada um a seu dormitório. O resto da noite foi tranquila e todos conseguiram dormir.

Mundo Digital 9:34 AM

Os escolhidos acordavam agora um atrás do outro sendo Tati a última a se levantar. Todos se reuniram no café da manhã que ocorria em volta das fogueiras da noite anterior que já estavam quase todas com suas chamas extintas. Eles se sentaram na fogueira em que Gennai também estava. Comeram tranquilamente e conversaram um pouco. Por fim se levantaram e acompanharam Gennai até sua tenda. Lá ele lhes entregou suprimentos para a viagem e começou a falar:

– Bom, é isso meus jovens. Creio que é somente até aqui que vou acompanha-los. É uma pena que pessoas tão jovens como vocês tenham de se envolver em uma guerra como essa. Mas lembre-se, enquanto estiverem unidos, terão sempre mais força.

E com estas últimas palavras eles se preparavam para sair. Assim que puxaram a entrada da tenda se viram de frente a literalmente, todo o acampamento que estava ali e agora começava a gritar por eles. Mal podiam acreditar. Todos estavam ali por eles. E assim que colocaram o pé do lado de fora eles abriram o caminho direto para o túnel que interligava o acampamento a floresta. Eles então entram pelo caminho e com todos ainda gritando de alegria. Leomon também estava ali e com um sorriso acenou com a cabeça para eles. Todos então começaram a andar e logo estavam correndo. Suas mãos para o alto como se dessem apoio a multidão também. Atravessaram uma boa parte do acampamento e chegaram no tal túnel dando a despedida final e então se afundando ali. Tudo era escuro. Ou melhor, uma penumbra. Conseguiam ver um ao outro enquanto o som do acampamento se distanciava de seus ouvidos.

Eles percorreram ali dentro por um bom tempo. Aos poucos começaram a conversar e não pararam mais. Um dos principais pontos foi quando Jake lançou a pergunta a seu digimon:

– Commandramon, você já foi até o Acampamento #3 antes?

– Sim, várias vezes. Olha, dizem que a maior parte das negociações ocorrem entre os acampamentos #3 e #7, porém se isso for verdade, garanto que a segunda maior é entre o #6 e o #3. - Dizia o digimon que ia na frente, sendo ele o guia do grupo.

– E vocês já encontraram algum outro digimon no caminho? - Perguntou Tati.

– Você fala digimons selvagens ou infectados com os dados negros? - Perguntava o digimon se virando para olha-los mesmo sem parar de andar. Todos concordaram com a cabeça então ele continuou. - Não. Não se preocupem com isso, o caminho é seguro. Se não fosse não nos enviariam sozinhos, confiem em mim. Apesar de que... bom não importa.

– Começou tem que falar Commandramon. - Disse Plotmon percebendo que o digimon pretendia deixa-los curiosos com as últimas seis palavras.

– Tudo bem, tudo bem. Bom, é que as expedições ocorrem durante o dia, porém, quando se está em emergência, elas podem ocorrer durante a noite. Eu nunca participei de uma a noite, porém conheço um Commandramon que já participou de até mais de uma. Ele disse que durante a noite, por toda a floresta podem ser ouvidos vários uivos vindos de vária direções. Dizem até que já ocorreram uns dois desaparecimentos. - Neste segundo um ar de tensão tomou conta do lugar. - Mas não se preocupem. Provavelmente são só histórias. - Continuava o digimon em uma tentativa de acalma-los.

Eles então percorreram um trecho do caminho sem falar nada até verem um pequeno raio de luz. Este invadia a caverna por uma pequena parte da saída que estava logo a frente. Aquilo reanimou o grupo que logo se dirigiu a esta chegando a floresta e sentindo novamente o ar fresco.

– Bom, é isso - Começou Commandramon. - Estamos na floresta e em breve chegaremos onde eu quero leva-los. Será por volta da hora do almoço o que é extremamente propício. Aposto que vão gostar de lá.

Eles retomaram após alguns segundos de pausa a caminhada.Porém agora conversavam e riam com diversas histórias engraçadas. Bruno contava sobre as histórias da viagem que faz todo final de ano com a família para um sítio. Apesar de morar em São Paulo, preferiam viajar para um sítio no interior. Felizmente isso também rendia várias histórias engraçadas que ele contava ali agora e todos riam muito.

Depois dele Jake começou. Tinha histórias de viagem, mas tinha também histórias de sua escola, de sua família, parecia que onde ele ia, algo engraçado estava fadado a ocorrer pois tinha muitas histórias que arrancavam vários risos de todos. Após Jake, Lisa começou a contar algumas histórias. Tinha poucas porém eram todas muito engraçadas. Todos riram muito. Tati fora a única que ficara calada até então, porém, com o incentivo de todos para que ela falasse ela decidiu:

– Tudo bem, tudo bem. Só me lembro de uma. Bom, no começo desse ano, eu, meus pais, minha tia e minha prima viajamos para o sul. Tudo bem que era verão, mas no sul é bem frio até no verão. Então, em um dia que fomos sair de noite, minha prima ainda não tinha se vestido e estávamos todos prontos já. Eu fui lá falar com ela e quando cheguei vi que ela estava olhando para a mala. Eu cheguei e ela disse: "Olha só prima, eu não faço ideia do que eu vou vestir ". Eu olhei dentro da mala dela e juro, só tinham vários shorts. Eu olhei para ela e disse: "Prima, você é louca? O que você vai usar?" e ela então enfiou a mão dentro da mala, tirou dois shorts, um verde e um rosa e falou: " Pois é, eu não sei qual eu escolho também!". - Todos então começaram a rir. - Mas ainda não foi a pior parte. Ela pegou o rosa por fim e como estava frio e ela é bem clara, as pernas ficaram avermelhadas de frio junto com um pouco dos braços e enquanto andávamos passou um garoto e disse : "Oi vermelhinha" e saíram ele e uns amigos dando risadas. Ela virou e disse "Ai que cara burro, não sabe a diferença entre rosa e vermelho. Devia ter pegado o short verde para ver se ele prestava mais atenção na cor!".

Foi o fim. Todos começaram a rir. Não podiam acreditar naquilo. Depois de por volta de um minuto de puro riso, começaram a se recuperar e por fim voltaram a falar.

– Sério isso? Eu tinha que estar lá para ver - Dizia Bruno ainda rindo um pouco.

– E vocês? - Lançou Lisa aos digimons. - Não se lembram de nenhuma história engraçada? - Perguntava gentilmente esperando mais algumas histórias.

– Bom, é que ultimamente, histórias engraçadas não aparecem mais. - Respondeu Biyomon.

– Depois que a guerra começou, essas coisas pararam de ter atenção, então começaram a se extinguir as histórias que não fossem de batalhas. - Completava Kudamon.

Todos os escolhidos então perceberam que seus parceiros a muito não se divertiam. Não haviam pensado nisso até agora e durante aqueles minutos em silêncio pensaram muito. Se lembraram de como em tão pouco tempo se tornaram tão amigos e como agora eles teriam de lutar juntos em uma guerra que provavelmente, muitos conhecidos e desconhecidos viriam a cair. Tinham de se manter unidos como Gennai disse. E então o silêncio foi quebrado.

– Mas é bom vocês terem histórias assim. Pelo menos podemos nos divertir com vocês. - Dizia Commandramon se virando para trás com um sorriso.

Todos ficaram felizes com aquilo. Sabiam que por mais simplório que o fato de contar uma história engraçada fosse, naquele momento ajudava mais do que muitas outras coisas. Todos seguiram andando e mesmo sem falar nada, sabiam a felicidade que percorria entre eles. A felicidade de poder ver seu parceiro feliz.

– Bom, é isso ai, se preparem para uma das melhores visões que eu já tive. - Dizia Commandramon parando em frente a dois ramos de folhas que cobriam a visão dos escolhidos do que tinha logo a frente. - Prontos? Então apreciem. - Dizia o digimon empurrando os ramos e os deixando ver.

Era incrível. O que tinha a frente deles era uma espécie de ilha em pequena escala. Na verdade havia um lago bem grande e circular e no centro deste uma certa porcentagem de terra. Não era pequena, longe disso. Era na verdade até bastante agradável em tamanho e exatamente no caminho deles havia interligado a esta ilha uma ponte de terra além de existir outra exatamente ao lado oposto desta. Você literalmente poderia atravessa-la em linha reta, mas somente se fosse louco você faria isso. A ilha tinha um chão coberto de grama, porém bem baixa, como se tivesse sido cortada daquela forma apesar de ser natural.

Tinha em uma parte dela uma rocha muito grande mesmo. Por volta de uns dois metros de altura por uns três de largura. Porém o que mais impressionava nela era o fato de ser longa. Ela se estendia do meio da ilha até uns quatro metros para trás e então virava para a esquerda e continuava por uns três metros formando uma espécie de "L" de cabeça para baixo.Ao lado desta, bem no finalzinho do "L" haviam dois coqueiros que cresceram um ao lado do outro sendo um deles um pouco menor que o outro.

– E então, o que acharam? - Perguntou Commandramon enquanto junto a eles adentrava na ilha pela ponte de terra.

– É incrível - Disseram juntas Lisa, Plotmon e Tati.

– Como vocês descobriram este lugar? - Perguntou Jake.

– Resolvemos tentar fazer um atalho em certa expedição e caímos aqui. Após isso, se tornou nossa rota oficial. - Respondeu Commandramon. - Aqui é onde montaremos a fogueira. - Disse ele indicando uma de três manchas circulares de queimado que haviam lá. As outras duas eram uma perto do lago e a outra próxima da caverna. Esta ficava no meio termo entre ambos e parecia realmente a melhor. - Sabem, essas marcas foram decididas como as únicas que poderiam ser feitas aqui. Depois de algumas expedições, decidiram que só poderia se montar fogueira onde já haviam sido montadas antes para evitar que ficássemos queimando toda a ilha, já que ela era tão boa.

Todos então começaram a se espalhar e observar diferentes pontos da ilha. Commandramon arranjou algumas pedras e um tronco os quais as tropas anteriores já usavam de banco a um bom tempo. Ascenderam a fogueira com o fogo de Biyomon, que por mais que fossem chamas fantasmas, ao fazer contato com algo inflamável se tornavam chamas comuns.

Todos chegaram a molhar somente as pernas e como estava muito quente, Jake e Bruno resolveram abandonar suas blusas que ficavam por cima em um canto e em uma decisão que saberiam que seria irreversível, cortaram suas calças até se tornarem bermudas improvisadas. Eles viram alguns peixes passando pela água e perguntaram a seus parceiros se também eram digimons.

– Bem, sim e não. - Respondeu Commandramon.

– O fato é que, eles são compostos de dados como nós, então seria sim. - Disse Kudamon.

– Porém, não possuem ataques e nem sabem lutar, então não. - Continuou Plotmon.

– É lógico que também existem digimons peixes, porém estes como os do lago não são o caso. - Disse Biyomon encerrando a questão.

Era estranho pensar naquilo, então preferiram esquecer. Não demorou muito até que pudessem almoçar. Quando todos começaram a comer, Commandramon resolveu contar uma história. Segundo ele uma história que ouviu das outras tropas.

– Olhem bem para esta caverna. - E todos estranharam. Ele explicou que a rocha era na verdade uma caverna. Tanto que em sua frente havia uma enorme Rocha circular que mantinha a entrada oculta. - Uma vez, as tropas da noite encontraram esta caverna aberta. Ela estava vazia e dizem que tudo que encontraram no seu fundo foi a marca na grama que indicava que algo grande dormia ali, e já a um bom tempo, pois seu contorno era perfeitamente definido ali. Eles foram embora o mais rápido que puderam. Até hoje dizem sobre o terrível monstro que existe ai dentro.

Todos estavam em silêncio quando a história terminou meio "surpresos" com o fato até que Commandramon finalmente disse:

– Ei, deixem de ser bobos. É somente uma história. Realmente é uma caverna, mas termina ai a parte verdadeira. Tem tanto monstro ai dentro quanto dentro do lago.

Todos então começaram a conversar normalmente. Jake e Bruno foram os primeiros a terminar e se levantaram conversando e indo em direção a caverna.

– Deve ser legal lá dentro não? - Perguntava Jake examinando a pedra que tampava a entrada com algumas batidas nela. - Será que é muito pesada? - Questionava ele em seguida forçando- se contra a pedra. Realmente era muito pesada, porém Jake só desistiu quando a pedra deu uma leve mexida que causou um pequeno tremor por toda a extensão da caverna. Todos congelaram de tensão durante um minuto aproximadamente e então se aliviaram. Se houvesse realmente um monstro ali dentro ele teria saído naquele segundo.

Todos começaram então a rir.

– Pois é, acho que não tem mesmo nenhum monstro aqui dentro. - Disse Jake dando dois socos com a lateral da mão na parede externa da caverna como se a cumprimentasse. Porém algo os fez calar. Um eco alto lá dentro dos dois socos seguido por uma voz alta.

– Querem ver o monstro? Ótimo! - E então pelos pequenos buracos existentes entre a pedra e entrada pequenas chamas azuis saíram levemente ao tempo em que um som surgiu como se algo houvesse batido contra a pedra. Todos se afastaram da caverna e então a pedra com um leve estalo seguido de um estrondo se moveu alguns metros sendo empurrada por uma rajada de chamas azuis. Um grande ser saiu de dentro da caverna e os encarou.



Garurumon

Nível: Adulto

Um digimon lobo que

vaga solitário pelas noites.

É acostumado ao frio, sua pele

é altamente resistente e

pela boca exala uma rajada de chamas

em temperaturas assustadoras.

Todos os digimons rapidamente se levantaram e se colocaram a frente de seus escolhidos.

– E agora? - Tati perguntou se virando aos outros três.

– Vamos tentar a tática que usamos contra o Meramon. Se derrubamos ele, podemos derrubar este ai. - Disse Jake.

Todos então concordaram, pois afinal, era esta sua única escolha.

– Commandramon, você já sabe o que fazer! - Gritou Jake a seu parceiro.

– Certo! - Respondeu este. - DCD bomba! Assalto M16! - Disparou o digimon ambos os ataques em sequência, porém, assim que Garurumon viu a bomba disparou suas chamas e a explosão não o atingiu. As balas acertaram em seu pelo, porém sua pele era realmente resistente e ele não fora ferido.

– Kudamon, vai lá! - Gritou Bruno.

– Bala Veloz! - E o digimon saiu feito um raio contra Garurumon. Este porém, assim que o viu se aproximar lhe desferiu um golpe com as costas da pata que o fez voar direto no lago. A formação fora desfeita já.

– Biyomon, ajude o Kudamon! - Gritou desta vez Tati.

– Pode deixar! - Disse a digimon alçando voo ao encontro do digimon na água.

– Rajada Uivante! - Disparou Garurumon enquanto fazia de sua boca chamas azuis voarem contra a digimon que voava.

– Fogo Mágico! - Gritava Biyomon liberando de seu bico chamas fantasmas, e como ela estava em um mergulho, tais chamas a envolviam. Ela logo se desfaz delas deixando um agrupamento de chamas verdes em seu rastro. As chamas de Garurumon se chocam contra estas causando uma explosão e liberando muita fumaça.

– Acha mesmo que isso vai me impedir? Rajada Uivante! - Ele dispara novamente suas chamas, porém ainda em maior quantidade. Estas atravessam a cortina feita pela fumaça a dissipando e em seguida atingindo de raspão Biyomon. Com sua asa chamuscada a digimon cai na água juntamente com Kudamon.

– Biyomon! - Gritava Tati ao perceber o que acontecera com sua parceira.

– Kudamon! - Gritava Bruno logo em seguida pelo mesmo motivo.

– Não posso acreditar... Ele nos venceu sem nenhum problema... - Jake pensava.

– Soco do Filhote! - Plotmon avançava contra Garurumon. Sua pata emanando um intenso brilho rosa, porém, ao se aproximar do digimon lobo, este bate nela com sua cauda e a faz voar contra sua domadora.

– Plotmon! - Dizia Lisa enquanto agarrava sua digimon.

– Não pode ser... - Jake pensava - Não, eu não vou deixar isso acontecer. Se tem alguém que ele quer é quem o acordou. O que é meu fardo é MEUfardo!

Jake se vira para o lado e vê Bruno e Tati prestes a se jogar na água.

– Vocês dois ficam aqui! - Disse passando por eles e mergulhando. Assim que voltou a superfície pode escutar Garurumon.

– Acha que escapara tão facilmente? Rajada Uivante! - Ele disparava suas chamas e Jake rapidamente mergulhava. Logo o ataque cessou porém não sem antes evaporar uma pequena porcentagem da água.

Jake se adiantou o mais rápido que pode e logo chegou em Biyomon e Kudamon jogando ambos sobre seu ombro.

– Se segurem e quando eu disser prendam a respiração. - Comandava ele.

– Jake? Obrigada. - Dizia o digimon pássaro.

– Valeu cara. - Continuava Kudamon.

– É melhor não agradecerem. Não ainda. Vamos lá. - Ele então voltou a nadar. Mais devagar pelo peso, porém ainda assim conseguiria voltar. Viu Garurumon disparar suas chamas de novo. - Agora! - Os três prenderam a respiração e Jake juntamente a eles mergulhou. Quando voltaram estavam bem próximos do lago. Garurumon se preparou para atacar de novo porém algo atingiu seu rosto. Balas. Muitas delas. Todas vindas do rifle de Commandramon.

– Não brinque com meu parceiro ou vai ter de se meter comigo! - Dizia ele. Seu rosto estava diferente. Ele já havia lutado várias vezes e sempre foi instruído em seu treinamento a nunca perder o controle. Porém, não estava fora de controle. Ainda estava dentro de si. Porém uma raiva tomava conta dele. Era como se mexer com Jake fosse o pior crime que alguém pudesse cometer.

– É melhor VOCÊ não brincar comigo! - Dizia Garurumon. - Rajada Uivante! - As chamas azuis voavam de sua boca em direção a Commandramon. Este pulou para trás e Garurumon ergueu a cabeça fazendo as chamas o seguirem. Porém, aquilo não seria problema, afinal, o próprio lobo ensinou a ele um novo truque.

– DCD Bomba! - Dizia ele no ar lançando sua granada de encontro as chamas. A explosão proporcionada pela bomba contra as chamas o protegeu destas últimas.

Jake chegara a margem e Bruno e Tati o ajudaram a sair da água além de agradecerem a ele e pegarem seus digimons. Jake se pôs de pé e Commandramon caiu bem ao seu lado, também de pé.

– Você aprendeu alguma coisa dinossaurozinho, porém, sozinho você não tem chances contra mim. - Dizia o grande lobo listrado.

– E quem disse que ele esta só? - Perguntou Jake desafiando diretamente Garurumon.

– Você o abandonou para salvar digimons que nem eram o seu parceiro. - Lançou Garurumon.

– Sim. Mas antes de mais nada, eu nunca o abandonei, sempre estive do lado dele. E segundo, você mexeu com meus amigos. Fui eu quem te acordou, se tem alguém aqui que você vai ter que enfrentar meu amigo, garanto que esta bem na sua frente. - Dizia dando um passo a frente para não restar dúvidas.

– Se não devo enfrentar seus amigos, porque então esse projeto réptil esta te ajudando? - Dizia ele enquanto encarava de Jake para Commandramon.

– Eu já te disse - Começou Commandramon dando um passo a frente. - se mexer com ele - Apontava para Jake. - mexeu comigo.

– Ótimo. Então acaberei com os dois juntos. Rajada Uivante! - Chamas azuis em enorme quantidade voaram contra os dois, porém, nenhum deles se moveu.

Assim que as chamas se foram uma cúpula de luz os havia envolvido e protegido. Ambos estavam encolhidos, porém dava para perceber pela posição de ambos que Jake enfiara na frente de Commandramon porém este se moveu para enfiar na frente do primeiro, o que fez com que invertessem suas posições. Assim que voltam ao normal e vêem que estão bem tentam procurar uma explicação para aquela cúpula.

– A luz sagrada do digivice... Ela os protegeu. - Dizia Plotmon meio pasma com a situação.

– Impossível! Seres como vocês não seriam salvos pela luz sagrada! Impossível! - Gritava Garurumon assustado com aquela cena.

– É a segunda vez já... - Pensava Jake até que algo chamou sua atenção. A cúpula se desfez e seu celular deu um bip. Assim que ele o pegou e olhou havia uma mensagem na tela.

Download Completo

Novo aplicativo

pronto para uso.

OK

Ele apertou o botão "OK" e foi para a tela inicial de seu celular, este que só tinha bateria pois por algum motivo, no Mundo Digital a bateria de nenhum celular abaixava, somente aumentava. Ele viu logo que somente havia um aplicativo no centro da tela com seu nome escrito logo embaixo.



Digievolução[/center]

Ele olhou para Commandramon que estava encarando o ícone e ambos perceberam o que era.

– Pronto? - Perguntou Jake já animado.

– Claro! Vamos acabar com esse cara! - Dizia Commandramon e voltava a encarar Garurumon com um sorriso.

– É o que acham! - E ele encheu sua boca de chamas, porém não teve chances de dispara-las.

Jake encarou o ícone e então foi como se milhões de memórias fossem para sua cabeça e de repente, ele sabia como fazer tudo. Ele olhou para cima e uma forte luz azul emanava do chão ao redor dele e Commandramon. Garurumon parou seu ataque ao ver aquela cena e todos prestaram muita atenção. A luz se tornara mais intensa os cercando mais, porém deixando pequenas brechas pelas quais se via ambos.



Jake deslizou seu polegar direito sobre a tela do celular o desbloqueando e em seguida com o mesmo dedo tocou no ícone.

– INICIAR APLICATIVO!

Ele então levantou seu braço direito o cruzando em frente a seu corpo em direção a esquerda com seu celular na mão brilhando fortemente. Ele se virou de lado deixando sua metade esquerda para trás e cerrando o punho direito ao celular, descruzou seu braço o jogando com tudo para frente e apontando a tela para esta direção.

DIGIEVOLUÇÃO!!!

Feixes de luzes azuis saiam da tela de seu celular e circulavam ao redor dele e de seu parceiro formando um vortex. Logo esse se expande desfazendo-se um pouco e uma esfera de luz completamente azul envolve Commandramon. A esfera logo subiu a por volta de uns dez metros de altura e todos os feixes de luz foram em direção a esta.

COMMANDRAMON DIGIVOLVE PARA PARA PARA...

Commandramon então brilhava fortemente dentro da esfera

seu colete, seu capacete e seu rifle saíram dele enquanto este

ainda brilhando crescia assim como suas garras, cauda, tudo.

Estava agora um pouco maior que um adulto comum e com um soco

no ar seu colete começa a brilhar e se torna vários dados que

se unem a seu corpo se tornando um uniforme completo. Ele então

se vira em um chute e desta vez seu capacete volta a ele em forma

de dados que se tornam uma máscara. Ele por fim completa seu chute

e termina de frente com as pernas arqueadas e a mão lançada para frente

como se segurasse algo. Seu rifle agora se torna duas massas de dados,

uma grande que vai para suas costas e se torna uma espécie de arsenal

com várias facas enfileiradas e a outra massa menor vai para a mão que

parecia segurar algo se tornando uma faca dentro da mesma. Ele da um

último corte no ar com esta.

SEALSDRAMON!!!

A esfera então racha e como um raio um novo digimon chega ao chão.

– Jake, não se preocupe, isso é por nós. Estamos mais unidos do que nunca meu amigo. - Dizia Sealsdramon e com isso desaparece ressurgindo logo atrás de Garurumon. Este se assusta e se afasta, porém não sem levar um pequeno corte. O celular de Jake da outro bip e ele olha.



Sealsdramon

Nível: Adulto

É um assassino profissional

com grande poder e velocidade.

Seus inimigos costumam não ver

de onde veio o ataque

que os derrubou.

E isso era verdade. Garurumon corria extremamente rápido, porém Sealsdramon sempre estava atrás dele quando ele parava. Sempre o perseguindo. Nem sequer se podia vê-lo.

– Morte Pelas Costas! - Disse ele assim que conseguiu uma abertura e sua faca pareceu se encher de energia pois deu um corte bem mais profundo do que o primeiro.

– Grrrr. Desista, pode ser rápido, mas conheço os movimentos que vocês treinam. Já enfrentei outros de seu time. São sempre os mesmos movimentos, evoluir não muda sua tática.

– Creio então que mudar de tática seja a coisa certa a se fazer. - E então ele desapareceu.

Por mais que ninguém visse ali estava ele, sobre um galho de uma das árvores da floresta, escondido. O olho especial de seu capacete seguia junto a cabeça de Sealsdramon todos os movimentos de Garurumon friamente.

– Batedor Tático... - Sussurrou e então conseguia ver mais e mais dados e memorizar tudo sobre Garurumon. Buscava um ponto fraco. Um único ponto fraco enquanto estudava seus movimentos. Então Garurumon subiu em sua caverna. Era o momento. Sealsdramon atravessou um trecho da floresta sobre as árvores e apareceu ao lado da caverna, no chão.

– Não adianta, eu conheço seus movimentos, já lhe disse. - Avisou Garurumon quando ele chegou e então se lançou no coqueiro no momento em que Sealsdrmaon apareceu sobre a caverna e em seguida pulou em direção a água. Porém Sealsdramon sabia seu próximo movimento. Surgiu um pouco acima dele em meio ao pulo. Ele o viu pelo canto do olho e tudo o que conseguiu foi arregalar este.

– BATEDOR TÁTICO!! – Sua faca foi recoberta por uma aura azul e com um giro no ar ele desceu contra Garurumon e foi direto ao chão. Garurumon tinha um corte agora que o dividia em dois e sua boca estava aberta. Quando ele estava prestes a se separar em duas metades ele "explodiu" em dados.

Sealsdramon se levantou. Sua faca de alguma maneira estava sem nem sequer uma gota de sangue. Ele se virou para trás e viu Jake o olhando nos olhos inclinando um pouco a cabeça para cima e ele uma leve inclinação para baixo. Então ele brilhou e feixes de luz retornaram ao celular de Jake fazendo ele regredir e tendo que ele levantar um pouco a cabeça para ver Jake agora. Os dois então correram um ao outro, porém tudo que fizeram foi bater as mãos. Todos xingaram e então Jake abraçou seu digimon.

– Valeu amigão. Você foi demais. - Disse Jake a seu parceiro.

– Nós fomos. - Respondeu Commandramon.

Eles então seguiram sua viagem. Precisavam chegar logo ao acampamento #3 pois Biyomon tinha machucado sua asa um pouco seriamente. Eles seguiram e logo chegaram no portão do acampamento. Este também era como um forte de madeira, porém era bem menor. Tinha o tamanho no máximo de dois quarteirões. Eles chamaram o máximo que podiam, mas ninguém atendia ou sequer respondia.

– Kudamon, consegue voar até ali para ver se acha alguém para nós deixar entrar? - Pedia Bruno enquanto indicava o topo do portão de toras.

– Claro, pode deixar. - Respondeu Kudamon que simplesmente se prendeu com suas patas no portão e o subiu.

– Estranho. Normalmente se chegássemos tão perto do portão, deveríamos ser atacados até quase a morte, e agora, Kudamon pode subi-lo sem que ninguém reclame. - Estranhou Plotmon.

Kudamon agora descia e tinha uma cara meio ruim.

– E então, achou alguém? - Perguntou Bruno.

O digimon se aproximou e com um certo esforço, conseguiu abriu o portão. Este que já estava meio destruído pelas batalhas provavelmente. Logo que ele abriu todos olharam e tudo o que viram foi um acampamento abandonado. Chamas e vários objetos destruídos além de armas quebradas por todo lado. O Acampamento #3 havia caído sem ninguém saber.

Continua...


Última edição por Rodrigo217 em Seg 03 Fev 2014, 12:13 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Sex 27 Dez 2013, 8:53 pm

E ai pessoal, o que acharam do cap?
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por KaiserLeomon em Sex 27 Dez 2013, 9:53 pm

Muito legal o capitulo Rodrigo gostei da conversa entre Jake e Lisa durante a noite e dos escolhidos sendo aclamados pelos Digimon do acampamento 6 . Foi muito legal o clima descontraído da jornada com os escolhidos contando historias engraçadas e fiquei meio sentido pelo fato de porque os Digimon tinham vivido em guerra até então estavam completamente embrutecidos e não tinham muitas historias felizes das quais se lembrassem.E wow a luta com Garurumon foi show . Mesmo tentando a estrategia que usaram contra Meramon desta vez o poder dos Digimon não foi o bastante e foi preciso um " Shinka " ... E que Shinka com direito a coreografia do Commandramon enquanto evoluia para Sealsdramon . Por falar na evolução ficou muito legal a maneira que ficou muito bem descrita e interessante o que deu um ar novo a ela . E o duelo entre Sealsdramon e Garurumon foi épico . Mas fiquei pasmo quando os escolhidos chegaram e todo acampamento 3 tinha sido destruído . Quem será o autor disso . A proposito Rodrigo eu queria lhe dizer que não é porque só eu estou comentando que sua fanfic não é lida . Pelo contrario . Se fosse assim eu mesmo teria tudo para estar completamente frustrado pois as fanfics que eu publiquei ou só foram lidas pelo Mickey ou então só comentavam para criticar meu português e para dizer que eu deixei de colocar um ponto , uma virgula , um traço , cometera um erro de concordância e tal o que era bem frustrante pois tinha vezes que eu me matava para escrever um episodio interessante e o único comentário que faziam era sobre um erro de português que eu cometi . Você não tem esse problema então não se preocupe. Enfim ótimo episodio aguardo mais ^^

__________________________________________________________________________

"Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder."

Friedrich Von Schiller
avatar
KaiserLeomon

Moderador
Moderador

Mensagens : 4391
Data de inscrição : 02/10/2011
Idade : 46
Localização : Guarulhos

http://sansomon.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Sab 28 Dez 2013, 7:25 am

Valeu Kaiser, por tudo mesmo amigo. Que bom que gostou do cap e de todas as cenas, inclusive a descrição da digievolução hehe. E obrigado também pela ajuda ai nas últimas linhas cara. Valeu mesmo.
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por KaiserLeomon em Sab 28 Dez 2013, 8:25 am

É um prazer ajudar Rodrigo . Na realidade eu diria que as minhas fanfics foram bem " bobinhas " e " amadoras " se comparadas com esta . Você tem uma criatividade e uma capacidade narrativa que me faltam e que penso que jamais terei igual . Fico feliz em poder acompanhar uma fanfic muito boa e bem escrita desde o começo e espero poder lê-la até o final e que você escreva muitas outras . Atualmente o fórum de fanfics tem tão poucas historias que me cativam e que eu estou disposto a acompanhar até o fim ... todos os bons escritores sumiram e honestamente eu não me considero como um " bom escritor de fanfics " . Espero continuar acompanhando suas historias por muito tempo  ^^ . Animo e Bola para frente =)

PS:
A Proposito eu gostaria muito de ver um dos seus fã mades Digimon na historia .

PS-2:
A proposito não sei se você reparou mas toda vez que eu clico na abertura da esta mensagem :

__________________________________________________________________________

"Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder."

Friedrich Von Schiller
avatar
KaiserLeomon

Moderador
Moderador

Mensagens : 4391
Data de inscrição : 02/10/2011
Idade : 46
Localização : Guarulhos

http://sansomon.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Rodrigo217 em Sab 28 Dez 2013, 2:29 pm

Valeu Kaiser pelos elogios e digo mais, tranquilo man, escrever fic todos podemos, aposto que vc não é ruim nisso. Novamente obrigado e esta fanfics estou realmente disposto a terminar, então pode se preparar para acompanhar uns por volta de 50 capítulos kkk.

Ps: Eu até colocaria um, porém normalmente só coloco fan mades como os principais, mas minha próxima fic com certeza será de fã made kkk.

Ps2: vish, nem faço idéia do pq isso aparece cara. Se souber como consertar é só me falar que eu arrumo na hora.
avatar
Rodrigo217

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 103
Data de inscrição : 07/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por KaiserLeomon em Sab 28 Dez 2013, 3:48 pm

Tudo bem Rodrigo será muito legal acompanhar esta fanfic por 50 capítulos quem sabe eu ainda não veja você usar um " combo especial " na fanfic tipo :
Spoiler:
Chaosmon!BantyoLeomon evoluido de Leomon + Darkdramon evoluido de Commandramon de Jake !
isso supondo que entre um " sexto Digiescolhido " o que eu não penso que esteja nos seus planos ...

PS:Então eu esperarei sua próxima fanfic e os seus Digimon fã mades protagonistas Smile 

PS-2:Isso as vezes é problema no próprio vídeo que a pedido da pessoa que o submeteu bloqueou sua exibição em outros sites que não sejam o youtube . Normalmente a única solução é trocar o vídeo por outro com o mesmo tema no caso a musica " Lendário Sonhador " de Digimon Tamers e coloca-la no lugar desta .

__________________________________________________________________________

"Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder."

Friedrich Von Schiller
avatar
KaiserLeomon

Moderador
Moderador

Mensagens : 4391
Data de inscrição : 02/10/2011
Idade : 46
Localização : Guarulhos

http://sansomon.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon: Dados em chamas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum