Votação

Qual é seu digiescolhido predileto de Digimon Adventure Zero Two?

26% 26% [ 10 ]
5% 5% [ 2 ]
3% 3% [ 1 ]
24% 24% [ 9 ]
3% 3% [ 1 ]
39% 39% [ 15 ]

Total dos votos : 38

Últimos assuntos
Os membros mais ativos da semana
KaiserLeomon
 

Digimon4EverPT
Geração Digimon Digimon & Pokémon Mystery Universe Digimon4EverPT Digital ZonePowered by BannerFans.comTv Digimon

A Programação dos Digimon e Appmon

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Programação dos Digimon e Appmon

Mensagem por Vitor-Aizen em Sab 12 Ago 2017, 1:18 pm

Como foi visto no Episódio 45 de Digimon Universe: WarGreymon é feito de código Binário, assim como todos os Digimon são. Os Appmon são feitos de linguagem de programação recente, e você consegue ver isso no corpo dos dois na imagem. Podemos dizer que os App são Digimon mais avançados.



Acho que o mais valido é dizer que digimons são gravados em assembly, que é a linguagem mais básica em que tudo é 0 e 1 (pra simplificar a explicação). Todas as outras linguagens de programação são formas de tentar deixar mais natural (em relação às falas e lógica de pensamento humana) as programações. Appmons podem ser compostos dessas linguagens mais recentes.

Vejamos. Um programa mais recente, depois de compilada pode ser transformada facilmente em assembly, pois as instruções da chamada linguagem-maquina não mudaram em nada desde sua invenção. (Ou seja, todo programa em qualquer linguagem vira assembly, no final das contas).
Mas escrever algo direto em assembly é algo fenomenalmente complicado, ainda mais quando se quer fazer algo já complicado como aplicativos. Seria algo como levantar um prédio usando unicamente palitos de dente, um a um sendo que só pode carregar um palito por vez e se não der certo tem que verificar palito por palito.

Com uma linguagem de programação mais recente, você pode programar mais coisas, mais rápido, com mais funcionalidades e melhor integração app-app e app-maquina, ja que o trabalho bruto está pré-feito no compilador e nas bases de dados pré-existentes (inclusive antigas já em assembly)

Então eu diria que appmons podem fazer coisas mais grandiosas e diferentes que os digimons, porém digimons conseguem ser mais robustos.

Se vc tira um palito de uma construção, ela pode dar erro, mas não cai. Se vc tira uma linha de programação de um app, ele não roda.

Além do que, um database existe por existir, ele nao precisa de nada. Um app sem acesso à sua database não funciona tbm.

Então um appmon sendo feito de algo mais recente torna ele mais moderno e complexo, portanto com maior capacidade latente, rápido de ser criado, porém com a desvantagem de poder ser mais frágil. Além de necessariamente terem que "rodar" em um sistema recente.

Um Digimon é mais robusto, mais resistente, porém difícil e demorado de criar. E podem rodar em qualquer máquina existente.

Poderíamos considerar que os Digimon são mais robustos, e difíceis de criar, isso significaria que os Digimon demoram mais a evoluir (acho que aí entra a questão de digimon tipo a Tailmon que passou anos até chegar na fase adulta) porém quando evolui sua força bruta é superior a do app.

Já os Appmon tem maior poder oculto que pode ser liberado para uso de forma mais simples, mas precisariam de um database, este database ao meu ver seria o app-gatai que um appmon faz com outro para evoluir, ou seja no caso do Globemon por exemplo, a parte vinda do Gatchmon seria o app principal, e os demais envolvidos na fusão seriam o database sem o qual o Globemon não "roda".

avatar
Vitor-Aizen

Seichouki
Seichouki

Mensagens : 160
Data de inscrição : 23/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum